Design para E-commerce

O design para e-commerce vai além de deixar o ambiente virtual esteticamente agradável, ou seja, é um fator de grande influência na credibilidade da loja virtual, atração e conversão de clientes. Saiba como.

 

Design para E-commerce é mais do que aparência

Engana-se quem acredita que um bom design para e-commerce serve apenas para deixá-lo “bonitinho”. Assim como no material de divulgação ou comunicação e demais ações, o design está totalmente ligado à confiança que a marca oferece, bem como seu posicionamento. Logo, está intimamente ligado à vendas.

No caso do e-commerce, devemos considerar que os usuários pesquisam, comparam e, sobretudo, oferecem resistência a comprar em lojas virtuais que não transmitam segurança e confiabilidade. Assim, fica claro que um e-commerce com design intuitivo, atraente e fácil de navegar atrai e mantém os visitantes, que ficam mais propícios a comprar e indicar a loja.

 


 Design é mais que aparência, é vantagem competitiva.


 

No caso do e-commerce, devemos considerar que os usuários pesquisam, comparam e, sobretudo, oferecem resistência a comprar em lojas virtuais que não transmitam segurança e confiabilidade. Assim, fica claro que um e-commerce com design intuitivo, atraente e fácil de navegar atrai e mantém os visitantes, que ficam mais propícios a comprar e indicar a loja.

 

Valorize a experiência do usuário – usabilidade


Segundo Nielsen Norman Group, a experiência do usuário – User Experience (UX, na sigla em inglês) – abrange todos os aspectos da interação do usuário final com a empresa, serviços e produtos. Neste caso, o design é peça chave. Além de organizar as informações, cuida para a página ficar mais leve e atrativa. Logo Ter uma página que os usuários possam navegar de forma ágil e intuitiva aumentam as chances dos usuários concluir as devidas ações no site.

Além das fotos de produto bem cuidadas, organizadas por categorias certas, também deve-se ter atenção aos textos contidos nas páginas, preocupação com alinhamento e preservação das cores e formas da identidade visual da marca, onde o design será crucial para criar reconhecimento e fidelização.

 

Elementos que transmitem segurança

Mesmo nos dias atuais onde os consumidores estão cada vez mais online, ainda há resistência para utilização do e-commerce. Logo, alguns itens de segurança que compõe o ambiente virtual da loja são essenciais para transmitir confiabilidade, sendo eles:

  • Selos de segurança;
  • Botões “call to actions” com cores amigáveis;
  • Depoimentos de usuários;
  • Avaliações de clientes sobre produtos, prazos de entrega e etc;
  • Links com os logos de suas redes sociais;
  • Contatos e endereços facilmente localizáveis;
  • Dados sobre a empresa, sobretudo sobre atuação no mercado e afins.

 

Use as áreas de destaque, mas cuidado com animações e banners

Às áreas de destaque da loja virtual deve ter foco naquelas promoções especiais, produtos novos ou mesmo para anúncio normais. Logo, é necessário que estas áreas sejam preenchidas com imagens de conteúdo visual atraente e claro.

A intenção é que o usuário se interesse pelo conteúdo e clique ali. Para tal, é necessário que não haja sobrecarga de informação, mas mensagens claras e objetivas, que realcem o produto e despertem a atenção do usuário. Sendo assim, é preciso ter cuidado com banners animados, para não serem exaustivos e tirarem a concentração ou interesse do usuário.

 

Componentes “above the fold”

Above the Fold é expressão utilizada para as informações que se encontram na parte do site sem que precise utilizar a barra de rolagem. Desta forma, em um e-commerce é interessante que as informações mais importantes estejam logo nesta parte, como:

  • Chamada principal;
  • Fotos, características e benefícios do produto ou serviço;
  • Calls to actions;
  • Formulário para coletar dados do cliente;
  • Link para redes sociais.

voltar


DIZ PRA GENTE O QUE ACHOU

Deixe uma resposta